Reformar um “ambiente” ou uma “casa inteira” não é tarefa fácil e normalmente causa bastante estresse ao proprietário. Por isso, você precisa planejar sua reforma do início ao fim para garantir que tudo saia do jeito que você espera.

Reformar um “ambiente” ou uma “casa inteira” não é tarefa fácil e normalmente causa bastante estresse ao proprietário. Por isso, você precisa planejar sua reforma do início ao fim para garantir que tudo saia do jeito que você espera.

Em caso de apartamento

  • Primeiramente você precisa, antes de qualquer coisa, verificar com a construtora qual o método construtivo foi adotado, desta forma saberá qual o nível de modificação poderá ser feito na estrutura. Existem projetos (a maioria) que não permitem que nenhuma parede seja quebrada, tão pouco instalar um ar condicionado fora do lugar estipulado.
  • Depois você precisa ter as plantas técnicas do imóvel, desta forma saberá as informações estruturais; pontos elétricos, hidráulica, gás e ar condicionado precisam ser localizados para evitar acidentes.

Se você optou por ser o(a) “arquiteto(a)” do seu novo lar e vai conduzir a reforma, contratar os profissionais, comprar material, se liga nas dicas:

 

Use a internet a seu favor

Pesquise na internet, que é rica em informações de todos os âmbitos, uma imagem inspiração. Se você vai reformar a cozinha, por exemplo, pesquise imagens de cozinhas e selecione aquela que mais vai de encontro a sua necessidade e realidade. Ela será seu “modelo”.

Antes de comprar, visite algumas lojas de material para construção

Existem grandes redes de material para construção onde você encontra tudo que precisa, desde um parafuso até uma banheira de hidromassagem. Mas você pode encontrar preços bem diferentes também. Por isso não descarte aquele material de construção da sua rua, talvez lá você consiga um valor mais atrativo na argamassa ou na tinta interna. Pesquise valores antes da compra.

Planejamento é tudo

Seu planejamento não precisa ser complexo, mas é sempre bom colocar no papel ou no excel informações como: data de início e fim, etapas da reforma, custo do material (pesquisado) custo de mão de obra, valor total estimado. Existem softwares que auxiliam nisso e ajudam a prever valores e tempo.

Indicação de mão de obra

Não é fácil encontrar bons profissionais e confiáveis sem uma boa indicação. Por isso, converse com parentes e amigos que já contrataram esses serviços e peça o contato. Você terá menos chances de se estressar ou ficar na mão. Pode ser que você precise de pedreiro, pintor, encanador, eletricista, colocador de gesso, móveis planejados, costureira; a lista é grande, por isso prese por referências e lembre-se: o menor preço não necessariamente é o melhor preço.

Um passo de cada vez

Toda reforma já traz desconforto, dor-de-cabeça e sujeira por toda a casa. Por isso, se for possível, reforme um cômodo por vez. Se vai trocar todo o piso, coloque cômodo por cômodo, não há a necessidade de quebrar tudo antes da colocação. Para isso o planejamento e diálogo com quem vai executar.

Fiscalize

Se você é a arquiteta da sua reforma então monte acampamento na obra. É bom que passe bastante tempo lá, fiscalizando, dando dicas, orientando e corrigindo pequenas falhas.

Olá visitante, que tal deixar um comentário?